Páginas

terça-feira, 7 de novembro de 2017

EM POLÍTICA, QUEM NÃO SABE O QUE QUER, TEM QUE SE CONTENTAR COM O QUE GANHAR



QUEM NÃO SABE O QUE QUER, TEM QUE SE CONTENTAR AQUILO QUE GANHAR
(José Teodoro Costa)
Companheiros e companheiras; aqueles que têm as mesmas condições de educações formais e culturais dos nossos adversários ideológicos são coniventes com seus adversários, quando cultivam preguiças mentais...
Com isso não leem, não formam opiniões próprias, não propõem ideias ou propostas para serem discutidas, não ajudam tirar conclusões grupais e, finalmente, não sabem o que são organizações de prioridades em articulações sociais, culturais, econômicas e políticas baseadas em "necessidades básicas fundamentais coletivas"(*) ou, também, chamadas de “necessidades básicas fundamentais comuns a todos"(*), sejam de que que etnia forem e a que contexto cultural pertencerem e, por isso mesmo, comuns a quaisquer circunstâncias de apegos ideológicos ou políticos e partidários ...
Como observação, o que estou chamando de (Necessidades ...) diz respeito aos acessos básicos à Saúde Pública; Segurança Pública; Educação Pública; Transportes bem geridos por administradores públicos; Políticas Públicas de Incentivos às aquisições de bens Culturais; Políticas de Educação Pública de Qualidade até ao final do Segundo Grau; Políticas de Formações de Mão de Obras Profissionalizantes ou Técnicas Fora do Nível Superior; Políticas de Formações Educacionais de Níveis Superiores; Políticas Públicas que incentivem, de formas sustentáveis, o surgimento de vagas de empregos compatíveis com o índice de natalidade anual brasileiro, políticas permanentes de Combates à Corrupção e ao Mal Uso dos Recursos Públicos, e, finalmente, defesas de políticas tributárias capazes de financiarem aquelas "Necessidades Básicas Fundamentais e Comuns à Maioria dos Integrantes da Etnia Negra Brasileira" nos Municípios, Estados e no Governo Federal, PARA FINANCIAREM OS ACESSOS A ESSES BENS PÚBLICOS.
Estou ciente, porém, de que, como estamos vivendo em ocasiões de PFFBrasil, está mais do que na hora de nos preocuparmos em definir que tipo de políticas públicas queremos ter para cada área dessas; senão continuaremos sem ter meios de selecionar que políticos nos satisfaz como eleitores, assim como fiscaliza-los e aos seus partidos durante seus mandatos nos Municípios, nos Estados e no Governo Federal. Quem não sabe o que quer, tem que se contentar aquilo que ganhar ...

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

NEGRAS MENTES CATIVAS



NEGRAS MENTES CATIVAS
(Miriam Teresa Souza e José Teodoro Costa)
Isso é um dos mais antigos exemplos de como dividir desafetos ou inimigos, para continuar dominando “eles”...
Um cidadão negro comentou que nossa gente mudará o jogo quando trocar a cerveja pelo livro. Mentes cativas nas trevas da ignorância.

Na minha opinião, "trocar a cerveja pelo livro, somente, não bastará para mudar o jogo"; precisamos de outras importantes ações, SENDO A PRIMEIRA DELAS RECONHECERMOS NOSSAS MÁS VONTADES COM ELES POR NÃO ENXERGAREM O MUNDO COMO NÓS ENXERGAMOS... NOSSAS POTENCIAIS MÁS VONTADES COM ELES SE DESTACAM, QUANDO GENERALIZAMOS QUE "A MAIORIA DOS NEGROS GRADUADOS TRANSFORMAM A SI MESMOS EM BRANCOS" ...
Eu, numa conversa com esse cidadão negro, questionaria seu argumento, solicitando sua explicação sobre o fato de termos negros e negras que tiveram o privilégio de "sentarem num banco de faculdade ou universidade", saíram de lá apoiando os ditos "méritos para vencerem na vida", são incapazes de "enxergarem as contradições entre as realidades que eles vivem e as faltas de lógicas nos discursos apoiadores do "somos todos iguais", e, coroam isso tudo com ações pessoais que levam as mentes observadoras dos comportamentos deles a suspeitarem que tais negros e negras graduados não se acham negros, enquanto a branquitude, pelas ações rasteiras que praticam contra negros e negras graduados, também não os consideram brancos ...
Nós, pretos e pretas, que defendemos nossas inclusões na sociedade brasileira, DE IMEDIATO, ESTAMOS PRECISANDO DELES, UMA VEZ QUE, SUPOSTAMENTE, SABEM LER BEM, ESCREVER BEM, PENSAR BEM, EXPOR IDEIAS E FAZER PROPOSTAS BEM FEITAS... MAS, POR CIRCUNSTÂNCIAS ALHEIAS ÀS SUAS VONTADES PELAS PRESSÕES SUBLIMINARES DOS RACISMOS ESTRUTURAIS E INSTITUCIONAIS, NÃO DÁ PRA CONTAR COM ELES PARA AS NOSSAS AÇÕES A FAVOR DA ETNIA NEGRA BRASILEIRA, AINDA, NÃO INCLUÍDA PLENAMENTE, SEJA ELA DE QUE EXTRATO SOCIAL E ECONÔMICO FOR ...
Sem nenhuma ingenuidade da minha parte, sou da opinião que, com bons argumentos que confrontem a Ideologia Racista, dá para trazer alguns deles para o “nosso lado”, desde que nos informemos, formemos opiniões e apuremos nossos argumentos contra essa mesma Ideologia, principalmente no campo do conhecimento da História Negra no Mundo, desde a Antiguidade ...
 Sugiro que nesses casos, consideremos cada caso como possibilidade de sucesso ou de insucesso nas abordagens de "garimpagens" a favor da Etnia Negra brasileira; até mesmo um "vou pensar" já será u'a meia possibilidade favorável ... Caso contrário como iremos reclamar de preconceito contra nós? Pôr a maioria dos negros e negras graduados "num mesmo saco" é, no mínimo, falta de bom senso a "nosso favor" e, ao mesmo tempo, deixar que tanto a Direita quanto a Esquerda, por motivos diferentes, continuem nos jogando uns contra os outros ...

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Levantamento de assuntos emergidos dos comentários em “1&1” – 4º ponto:



Levantamento de assuntos emergidos dos comentários em “1&1” – 4º ponto:
"Assuntos que cada companheiro ou companheira gostaria que fosse defendido oficialmente pelo Grupo Matriz junto aos nossos Grupos Parceiros”
01) Mutualismo e Liberdade versus Flexibilidades de regras – Jayro Bygode (11/10/2017)
“Só existe mutualismo e liberdade quando fazemos regras flexíveis e possíveis de serem feitas”
02) Ética equitativa; Jayro Bygode; “Não faça com as outras pessoas aquilo que não gostaria que se, ou  faça pelos outros aquilo que gostaria que fosse feito por vc.” – idem
03) “Revolução silenciosa de base” – Jairo Bygode (Falta maiores esclarecimentos...) – idem
04) Negros e Brancos; Ideologia Racista versus Tabus Sociais, Culturais, Econômicos e Políticos – Alvaro Dos Santos – idem
05.1) Espelhar as futuras ações do Grupo Matriz na Cultura Judaica; fazer circular o dinheiro, o máximo possível, entre a comunidade negra brasileira – Jairo Bygode
05.2) PRIMAR PELA DISCRIÇÃO EM NOSSAS AÇÕES... Sem dúvida isto foi um excelente lembrete de sua parte...; - Jairo Bygode
06) Racismo é problema de classe ou de raça? – Thaisa Eliseu e Rah EDU SA
07) A História dos Negros no Continente Africano é Mais Antiga do que a do Egito; - Jeronimo Garcia e outros
08) Políticas Educacionais; Claudia Goulart, Damiana Santos; Vanilda Souza; Miriam Teresa e outros
                * Escolas em Tempo Integral,
                * Profissionalização no final do ciclo básico,
                * Profissionalização no Segundo Grau,
                               * Cursos convenientes para adolescentes,
                                               * Cursos do Sistema SS,
08.1) Educação Pública até ao final do Segundo Grau; Teodoro
09) Políticas de Segurança Pública feitas de formas sistêmicas; Teodoro
10) Políticas de Preparo de Mão de Obra
                * Profissionalizante,
                * Técnica Profissionalizante,
                * Superior,
11) Políticas de Incentivos à Cultura; Teodoro
12) Políticas de Incentivos ao Emprego; Teodoro
13) Políticas Tributárias; Teodoro
14) Uso de Temas Transversais em comunicações em Subúrbios, periferias e áreas com    predominância de famílias originadas de Quilombolas; Alvaro Dos Santos e outros
15) “O dinheiro deve circular entre irmãos dentro das comunidades”, Jayro Bygode e Panafricanismo Alagoinhas-Ba
16) Forma sublimar de se pensar criticamente; Ruy Siqueira (falta detalhar...)
17) O QUILOMBISMO do Ganga ABDIAS DO NASCIMENTO; Waldemar Pernanbuco Moura Lima
17) Propostas de Jayro Bygode;
Passos:
17.1) Usar nossa mão de obra qualificada na licenciatura e bacharelado para dar instrução para ao nosso povo;
17.2) Tentar comprar só da mão de pessoas da nossa raça;
17.3) Fomentar e participar de coletivos e partidos que coloquem a raça na frente das ideologias; (?)
17.4) Tentar abrir empresas com pessoas negras, tanto donos de bem de capital, quanto de empregados;
17.5) Já temos um código de ética de mutualismo, temos que ensinar aos irmãos usa-lo para o benefício de todos; (Jayro Bygode: esclarecer melhor esta questão!...)
17.6) Ter representatividade política (uma partido de Preto com pautas negras)
17.7) Ter representatividade política (uma partido de Preto com pautas negras;
18) Contribuições do Blog “Invisibilidade Negra” – (Eventualmente, contextualizadas em discussões de cada ponto ou sub pontos anteriores...)
 

Web Tracking
Já visitaram...